Posted in:

Contabilidade Gerencial: O que é e onde ela pode ajudar sua empresa?

Imagem de um homem trabalhando com uma calculadora.

A sua empresa realiza a contabilidade gerencial e aproveita todos os benefícios que ela pode oferecer?

Se você ainda não sabe o que é essa ferramenta e quais as principais vantagens de utilizá-la, sempre há tempo de aprender.

Todos sabemos que o mercado está cada dia mais competitivo e que informações seguras e de qualidade sobre a saúde financeira do negócio podem ser um grande diferencial no momento de tomar decisões sobre o rumo dele.

É exatamente nesse cenário que a contabilidade gerencial atua.

Ela vem se tornando uma área cada vez mais decisiva na gestão empresarial, pois faz muito mais do que simplesmente fornecer informações.

A contabilidade tornou-se uma ferramenta estratégica.

E, neste artigo, você vai entender o porquê.

Ficou interessado em saber mais sobre o tema?

Então, continue a leitura e descubra o que é a contabilidade gerencial e como ela pode ajudar a sua empresa.

O que é contabilidade gerencial?

A contabilidade gerencial é um conjunto de técnicas e procedimentos contábeis que tem o objetivo de entregar aos gestores informações financeiras da empresa.

Ou seja, ela engloba a contabilidade financeira, a de custos, a análise de demonstrações contábeis e uma série de outros dados, que, juntos, fornecem informações essenciais para a tomada de decisão dentro das empresas e o controle dos recursos.

Podemos dizer que ela é mais voltada para o usuário interno, uma vez que alimenta planilhas, relatórios e outras ferramentas contábeis, com a função principal de fornecer dados para a empresa.

A partir deles, é possível comparar informações, elaborar orçamentos, delimitar gastos, definir o mix de produtos, precificar corretamente, determinar quais as metas e os objetivos empresariais e, até mesmo, comparar a empresa à concorrência.

Isso porque, ela também utiliza dados de mercado para entender melhor o contexto em que a sua organização trabalha, utilizando previsões e tendências para poder projetar o futuro do negócio.

De forma resumida, a contabilidade gerencial é a responsável por identificar, mensurar, analisar e comunicar todas as informações financeiras que são utilizadas pela empresa para planejar e controlar suas atividades, assegurando o uso apropriado dos seus recursos.

Considerada como uma evolução da ciência contábil, é ela quem fornece o material necessário para que a empresa cresça e se desenvolva no mercado.

Qual é o objetivo da contabilidade gerencial?

O principal objetivo da contabilidade gerencial é facilitar o planejamento, o controle, a avaliação de desempenho e a tomada de decisão.

Nesse sentido, ela busca auxiliar empresários e gestores a decidirem os melhores caminhos a serem trilhados, a fim de controlar os processos, planejar as ações e corrigir as falhas, o que permite um melhor gerenciamento da empresa.

Além disso, é por meio dela que os gestores elaboram planos administrativos e implementam ferramentas que apoiam as tarefas do dia a dia, o que permite a eles focar na avaliação dos resultados.

Dessa forma, contabilidade atua de modo a potencializar o gerenciamento, enxergar e corrigir problemas, ajudar a empresa a crescer, permitir o aumento de lucros, diminuir a taxa de mortalidade empresarial e, finalmente, otimizar os processos.

O que faz a contabilidade gerencial?

Como vimos, o principal objetivo da contabilidade gerencial é fornecer dados para uma tomada de decisão mais assertiva.

Por este motivo, ela precisa assegurar de que as informações repassadas sejam corretas, aconteçam no momento certo e sejam entregues para as pessoas adequadas.

Para tanto, a contabilidade gerencial realiza a coleta, o resumo e a análise de todos os dados reunidos.

É por meio desse estudo que os profissionais do setor conseguem identificar as falhas e as oportunidades, além de ajustar o que for preciso ao longo do processo.

Nesse sentido, uma das funções da contabilidade gerencial é organizar o sistema de gestão da empresa.

Isso porque, ele permite aos gestores conhecer todos os fatos e acontecimentos de dentro da empresa, os seus impactos e resultados.

Também são funções da contabilidade gerencial:

  • Projetar o fluxo de caixa
  • Analisar os indicadores financeiros
  • Realizar o cálculo do ponto de equilíbrio – momento em que receitas e despesas são equivalentes
  • Determinar os custos padrões da empresa, aquele que é o ideal
  • Realizar o planejamento tributário
  • Elaborar e controlar o orçamento econômico e financeiro da organização
  • Apoiar na elaboração do planejamento financeiro
  • Elaborar relatórios financeiros periódicos e analisá-los
  • Apresentar pontos fortes e fracos do processo financeiro da empresa
  • Propor alternativas.

Por que a contabilidade gerencial é importante?

contabilidade gerencial, Mão de um homem, escrevendo em gráficos
Por que a contabilidade gerencial é importante?

Ao chegar até aqui, você já tem elementos para entender por que a contabilidade gerencial é tão importante para as empresas.

É ela quem permite aos administradores e gestores ter em mãos as informações que são essenciais para auxiliá-los na implementação de melhorias e mudanças em processos e atividades do negócio.

Como vimos, são dados que vão muito além de simples informações para atender às exigências legais e estar financeiramente em dia.

Ela traz itens contábeis detalhados, tendo como base o mercado e as tendências, com métricas e indicadores próprios da operação, que permitem à empresa tomar decisões mais acertadas.

Isso tudo faz com que seja possível reduzir custos, aumentar receitas, ter um maior controle sobre as atividades, conhecer a concorrência, precificar de forma mais eficiente, ter uma melhor gestão financeira, reduzir desperdícios e, claro, continuar no mercado obtendo bons resultados.

É uma ferramenta estratégica que ainda apresenta alternativas, elenca possibilidades de otimizações internas – seja em departamentos, processos ou atividades – e desenha metas e objetivos empresariais.

Quais são as funções da contabilidade gerencial?

Por ter um trabalho mais voltado para o planejamento, o controle e a tomada de decisão, as principais funções da contabilidade gerencial estão relacionadas ao repasse de informações relevantes.

Isso significa que, além das atividades básicas e puras de contabilidade, o profissional realiza análises e planejamentos que ajudam a direcionar os caminhos da empresa.

Nesse sentido, podemos dizer que ela busca medir de forma acertada o impacto de todas as ações e atividades para o desempenho da companhia, além de ser utilizada como um agente transformador dentro das organizações.

Por esse motivo, as suas funções envolvem mais do que simplesmente apresentar números como resultados da atividade empresarial.

Então, podemos destacar as seguintes funções da contabilidade gerencial:

  • Busca por informações e dados pertinentes e seguros que possam ajudar tanto na gestão quanto na administração empresarial
  • Desenvolvimento, elaboração e análise de indicadores financeiros ligados aos setores e departamentos internos
  • Orientar o processo de tomada de decisão por meio de análises do cenário financeiro interno e externo, sugerindo ações e caminhos
  • Apontar alternativas e pontos de otimização de processos e redução de custos, evitando desperdícios
  • Realizar a precificação correta de produtos e serviços, tendo como base os gastos da empresa e o que é praticado no mercado
  • Elaborar o planejamento financeiro de forma eficaz e assertiva para organizar o gerenciamento interno
  • Reconhecer e avaliar transações e eventos econômicos internos
  • Quantificar e estimar o valor monetário desses eventos
  • Registrar e classificar adequadamente todas as transações e ações
  • Analisar as razões, relações e impactos de cada uma dessas transações e eventos para a empresa
  • Elaborar relatórios sobre custo de produção, gastos, planos de marketing, entre outros
  • Realizar a análise de margens e previsões
  • Analisar custos
  • Elaborar orçamentos econômicos e financeiros e realizar o seu controle
  • Desenvolver projeções de fluxo de caixa.

Quando surgiu a contabilidade gerencial?

Tudo aconteceu após a Grande Depressão, de 1929, mas, com mais força depois do final da Segunda Guerra Mundial, quando a contabilidade financeira passou a ser dividida em duas: a financeira e a gerencial.

Isso ocorreu porque as regulamentações governamentais e os grupos profissionais passaram a exigir maior precisão e padronização dos relatórios financeiros e da própria contabilidade.

Dessa forma, desde a segunda metade do século XX até os dias atuais, o uso de dados contábeis tem crescido e se desenvolvido.

Tanto é assim que as informações estão cada dia mais detalhadas para que gestores tomem decisões mais acertadas e obtenham maior lucratividade.

Mas foi com o desenvolvimento de tecnologias e sistemas informatizados de dados que a contabilidade gerencial tomou a proporção que possui hoje.

A partir da década de 1970, essas tecnologias possibilitaram um maior detalhamento das informações contábeis.

Com isso, os profissionais da área passaram a ter acesso a uma maior quantidade de informação e puderam processá-las de forma mais ágil e assertiva.

Qual diferença entre contabilidade gerencial e financeira?

contabilidade gerencial, Pilha de moedas
Qual diferença entre contabilidade gerencial e financeira?

Há quem acredite que a contabilidade gerencial e a financeira atuem nas mesmas frentes e tenham as mesmas funções.

Mas, na realidade, elas possuem diferenças.

A contabilidade financeira é padronizada e realizada tendo como base a legislação e os princípios da contabilidade.

Nesse sentido, toda a documentação que ela produz é destinada ao público externo da empresa, como investidores, órgãos públicos e consumidores.

É por meio das demonstrações contábeis realizadas pela contabilidade financeira que a contabilidade gerencial inicia a sua atuação.

Ela utiliza essas informações para realizar análises internas, planejamentos, entre outras atividades que são inteiramente voltadas para o público interno da empresa.

Ou seja, enquanto na contabilidade financeira o foco é o cumprimento das normas e a realização das obrigações acessórias para o governo, a contabilidade gerencial tem como prioridade trazer dados que auxiliem na tomada de decisão dos gerentes e administradores.

Portanto, podemos dizer que a principal diferença entre as duas contabilidades é a amplitude.

Afinal, uma foca em tributos, pagamentos de impostos e redução de custos enquanto a outra também organiza o funcionamento interno da empresa e a auxilia de forma estratégica.

Entretanto, é importante destacar que uma contabilidade não exclui a outra.

Quando elas caminham juntas, a empresa possui dados e informações muito mais completas.

Como a contabilidade gerencial pode ajudar a empresa?

contabilidade gerencial, Mulher, olhando gráfico no celular, e as palavras "business" e "report" na tela
Como a contabilidade gerencial pode ajudar a empresa?

Na verdade, já falamos um pouco sobre isso ao longo do artigo, não é mesmo?

Mas a contabilidade gerencial pode trazer inúmeros benefícios para as empresas que a utilizam de forma correta.

Dentre eles, podemos destacar:

  • Aumentar a competitividade, uma vez que a empresa possui análises reais do cenário e das tendências de mercado
  • Melhor apuração dos custos da empresa
  • Acesso à análise de desempenho da empresa como um todo e de cada setor, por meio da utilização de índices financeiros
  • Conhecimento do ponto de equilíbrio
  • Poder determinar de forma mais precisa o preço de venda ideal para o seu produto ou serviço
  • Realizar a projeção orçamentária de forma mais segura e assertiva
  • Permitir o desenvolvimento de um planejamento tributário completo
  • Criar controles financeiros e orçamentários que otimizem as atividades e reduzam custos, diminuindo os desperdícios
  • Aumentar a eficiência em todas as funções de gestão da empresa
  • Ajudar na elaboração de metas e objetivos e na tomada de decisão ao trazer informações reais e atualizadas
  • Permitir uma melhor comunicação entre os níveis de gestão da empresa
  • Controlar de forma mais assertiva o custo da produção, o que aumenta os lucros e melhora os resultados
  • Subsidiar a empresa para que tenha um crescimento sustentável, ao saber realmente qual o seu cenário financeiro

Tudo isso é possível, pois, como vimos, a contabilidade gerencial fornece informações seguras e atualizadas para os gestores.

Como fazer contabilidade gerencial?

A implantação desse modelo começa, principalmente, com o registro e o reconhecimento de todas as movimentações contábeis de uma empresa.

Além disso, é importante que ela seja integrada com a contabilidade financeira e a de custos, assim como todos os outros recursos financeiros da organização.

Mas, antes de qualquer coisa, é essencial que a sua empresa possua pessoas capacitadas, montando um time de alto nível para atuar nesse setor.

Separamos dicas que podem ser muito valiosas para a empresa que quiser implementar a contabilidade gerencial.

Veja quais são elas:

Escolha bem os profissionais

De nada adianta implementar a contabilidade gerencial se a sua empresa não possui pessoas capacitadas para atuar na área.

É essencial que seja um profissional preparado e que possua conhecimentos e habilidades em diversas áreas, como planejamento estratégico, legislação tributária, contabilidade e tecnologia da informação.

Tenha um software de gestão integrada

Ele permitirá um controle financeiro mais eficiente e seguro para registrar todas as movimentações financeiras da empresa, por menores que elas sejam.

Essa ferramenta facilita a inserção de dados, o compartilhamento de informações e aumenta o controle, além de representar uma forma segura de armazenar os dados da empresa.

Capacite a sua equipe

É preciso sempre conversar com as equipes, estimular o trabalho em conjunto e destacar a importância de fornecer dados seguros e completos sobre as atividades para que a contabilidade gerencial possa ser realizada de forma correta.

Integre as áreas

Na contabilidade gerencial, a integração entre os setores é essencial para o seu bom funcionamento.

Para tanto, crie processos de integração, defina como se dará o fluxo de informação, estabeleça procedimentos internos, marque reuniões e mantenha sempre o canal de comunicação aberto.

Contabilidade gerencial como ferramenta de gestão

Contabilidade gerencial, Vários gráficos, impressos, uma calculadora e uma caneta, em cima de uma mesa
Contabilidade gerencial como ferramenta de gestão

A contabilidade gerencial tornou-se uma grande aliada dos gestores, o que faz dela uma importante ferramenta de gestão.

Para que consiga auxiliar de forma estratégica na tomada de decisão, ela pode ser utilizada de duas formas: planejamento e controle de indicadores.

Vamos entender melhor cada uma delas.

Planejamento empresarial

A contabilidade gerencial é essencial na elaboração do planejamento, pois é a responsável por trazer alguns dos indicadores que são utilizados para traçar metas e objetivos e identificar o que é necessário realizar para atingi-los.

Além disso, os dados financeiros são de grande valia para a realização de projeções e a tomada de decisão.

Controle de indicadores

Como vimos acima, os indicadores são muito importantes para a elaboração do planejamento empresarial.

Nesse sentido, a contabilidade gerencial oferece o suporte necessário para realizar o controle dos indicadores e suas análises.

Além desses dois pontos, a contabilidade gerencial fornece toda a base e estrutura de informação de qualidade para que os gestores possam escolher o melhor caminho a seguir e fazer o que é melhor para a saúde dos negócios.

Conclusão

Agora que já sabe tudo o que a contabilidade gerencial pode fazer para a sua empresa, você já deu o primeiro passo para poder implantá-la em sua organização.

Muito mais do que simplesmente gerar relatórios, cumprir requisitos legais, informar dados financeiros, a contabilidade gerencial passou a ser uma ferramenta estratégica para diversas organizações, voltada principalmente para o direcionamento de ações e o auxílio na tomada de decisões.

Para tanto, ela conta com a ajuda de sistemas de informações gerenciais para poder reunir e analisar os dados com mais qualidade e assertividade.

Além disso, a contabilidade gerencial, por atuar principalmente com o público interno da empresa, possibilita diversos ganhos, seja em produtividade, redução de desperdícios, otimização de processos ou, até mesmo, na melhoria da comunicação entre os setores.

Tudo isso permite aos gestores receber informações atuais, seguras e de qualidade que repassem o real cenário financeiro da organização.

Como vimos, é isso que permite à empresa tomar decisões acertadas, definir metas e conseguir melhores resultados.

E, se você se interessou pelo assunto, que tal conhecer os cursos que a UPIS oferece na área de contabilidade?

Se tiver alguma dúvida, não deixe de entrar em contato conosco.

Aproveite para compartilhar esse conteúdo em suas redes sociais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *