Posted in:

Contabilidade Societária: O que é e como ela pode ser útil para a empresa

Pessoas trabalhando com tablet

Quem tem um negócio ou planeja empreender pode se valer da contabilidade societária.

Essa é uma estratégia de grande utilidade para ter as finanças da empresa sob controle, alcançando os objetivos traçados para ela.

Mas você sabe exatamente o que faz essa contabilidade e qual a sua diferença dela para a fiscal?

Muito mais do que apenas demonstrar saídas e entradas de caixa, tributos e outras informações financeiras, a contabilidade societária atua como uma ferramenta de gestão para as empresas.

Quer saber mais sobre o assunto? Então, você está no lugar certo.

Neste artigo, falaremos sobre o que é a contabilidade societária, os benefícios que ela pode trazer para a empresa, como aplicá-la e muito mais.

Boa leitura!

O que é contabilidade societária?

Contabilidade societária é um conjunto de medidas voltadas ao controle financeiro, fiscal e tributário das empresas, que abrange diferentes processos para oferecer uma análise mais apurada sobre o desempenho da organização.

Dessa forma, vai além do registro e acompanhamento de despesas e receitas, além do pagamento de impostos.

É um formato de contabilidade que considera a legislação relacionada à constituição de sociedades e empresas que devem ser registradas na Junta Comercial ou em cartório de pessoas jurídicas.

Ela surgiu em 2007, com a publicação da Lei 11.638 que trata de todos os aspectos contábeis societários e substituiu a antiga Lei das Sociedades por Ações (nº 6.404/76).

Sua proposição foi motivada pela necessidade da elaboração de uma contabilidade mais sofisticada e que estivesse adequada aos padrões internacionais de contabilidade.

Dessa forma, as empresas podem realizar registros mais completos e também complexos, de maneira a demonstrar mais claramente todo o seu fluxo financeiro e operacional.

Ou seja, a razão por trás da contabilidade societária é fazer com que as empresas possam entregar de forma completa e fiel a sua situação financeira e econômica por meio de instrumentos como o Balanço Patrimonial (BP) e da Demonstração do Resultado do Exercício (DRE).

Com isso, permite aos gestores tomarem decisões de forma estratégica e embasada, tornando-se uma importante ferramenta de gestão dentro das empresas.

Qual a importância da contabilidade societária?

Por ser a área responsável por estudar e controlar o patrimônio de empresas, além de suas possíveis relações e variações, a contabilidade societária pode ser de grande utilidade para as organizações que a implementam.

Isso porque esse é um processo que busca diminuir as falhas e garantir a precisão de todos os registros contábeis da empresa.

Para tanto, a contabilidade societária é responsável por mostrar de forma clara e confiável como está a situação financeira e econômica da organização ao dar origem a uma série de documentos.

Além disso, analisa a legislação para a criação de sociedades, registro de instituições na Junta Comercial e pessoas jurídicas que devem realizar o registro civil.

O seu principal objetivo é identificar e registrar todos os fatos contábeis da empresa, evidenciar os reflexos das operações financeiras diárias e, com isso, produzir relatórios para avaliação e adequação das atividades e investimentos.

Em uma analogia, a contabilidade societária é como o especialista em radiologia de um hospital. Ela realiza um raio-x periódico da empresa para que o gestor possa avaliar os riscos do seu negócio e também as oportunidades futuras para ele.

Existe diferença entre contabilidade societária e contabilidade fiscal?

Mão feminina usando uma calculadora
Existe diferença entre contabilidade societária e contabilidade fiscal?

Sim, existe diferença entre a contabilidade societária e a fiscal.

Tudo começou com a criação da Lei 11.941/09, que não permitia que a contabilidade societária fosse utilizada para a realização do cálculo dos tributos.

Isso só poderia ser realizado pela contabilidade fiscal.

Mas, na prática, o que isso significa exatamente?

A contabilidade fiscal é aquela que realiza a apuração de impostos e gera as guias de recolhimento, além do cálculo da folha de pagamento da empresa.

É também por meio dela que são registrados todos os pagamentos (as saídas) e os recebimentos (as entradas) da empresa – no chamado fluxo de caixa.

Já no caso da contabilidade societária, o cálculo é um pouco mais aprofundado, pois leva em consideração todas as áreas da empresa, não se limitando aos controles gerais.

Ou seja, engloba os controles, processos e recursos humanos, além de utilizar os balancetes que trazem todas as informações relacionadas sobre as operações da empresa e suas finanças.

Também produz relatórios que permitem uma análise sobre a saúde financeira da empresa, de modo que o gestor possa tomar decisões estratégicas relacionadas ao funcionamento e ao futuro do negócio.

Cabe observar ainda que não são processos que se excluem, mas se complementam. Ou seja, o ideal é que as empresas tenham ambas as contabilidades.

Enquanto a fiscal garante que a empresa pague os impostos em dia, a societária permite que a organização tenha uma perspectiva real sobre a sua performance.

Como a contabilidade societária ajuda minha empresa?

Com o que vimos até aqui, fica claro que a contabilidade societária é bem mais abrangente do que auxiliar a empresa em questões tributárias, o que já seria de grande validade.

Dentre os benefícios que a sua implementação pode trazer para a organização, podemos destacar os seguintes:

  • Prática de economia tributária para a distribuição de lucro para os sócios, permitindo uma redução substancial dos impostos pagos pela pessoa física
  • Ela é essencial em um possível processo de recuperação judicial
  • Facilita a relação da empresa com as instituições financeiras para conseguir linhas de crédito
  • Apresenta a verdadeira situação patrimonial e financeira da empresa
  • Serve como prova para apuração de lucros a distribuir ou venda de participação quando um sócio deseja sair da sociedade
  • Em juízo, atesta a situação patrimonial da organização quando ocorrem disputas entre herdeiros e sucessores de sócio falecido
  • Comprova fatos que dependam de perícia contábil, quando em juízo
  • Auxilia na defesa da empresa quando ocorrem reclamações trabalhistas, pois pode ser utilizada como prova em perícia contábil
  • Afasta da empresa o risco de autuações fiscais relacionadas a tributos estatais, federais, municipais e estaduais uma vez que é utilizada como suporte em defesas contra auto de infração.

Tudo isso mostra que a contabilidade societária é uma ferramenta que ajuda não apenas no gerenciamento correto das empresas, mas também na proteção contra terceiros.

Como aplicar a contabilidade societária em meu processo?

Duas mulheres trabalhando com um tablet
Como aplicar a contabilidade societária em meu processo?

O primeiro passo para aplicar a contabilidade societária em sua empresa é manter em dia todos os registros de entrada e saída de caixa, além de indicar os “porquês” da realização de cada pagamento.

Ou seja, tenha documentado todas as movimentações de sua empresa: faturamento, vendas, compra de bens, empréstimos, despesas, receitas e outras informações.

Além disso, é importante ter todos os bens da empresa registrados nos livros contábeis e garantir que eles estejam disponíveis para análise e regularização.

Somente com essa documentação em dia é que o serviço de um contador poderá ser bem feito. É a partir desse esforço que ele poderá realizar a sua contabilidade societária.

Para conseguir aplicá-la de forma eficiente, deve envolver o empresário e o contador.

É um esforço conjunto, que depende dessa integração.

Veja como um mecânico que precise arrumar o motor de um carro, mas não possui as ferramentas necessárias para realizar o trabalho.

Com a contabilidade societária, o problema é semelhante.

Para que o contador possa executá-la corretamente, ela precisa que a empresa disponibilize toda a documentação necessária e em tempo hábil.

Somente assim é que o processo poderá trazer benefícios e refletir de maneira realista como está a operação da empresa.

Qual o melhor momento para aplicar a contabilidade societária?

Quanto antes ela for aplicada, melhor para a empresa.

Isso porque, como pudemos ver ao longo do artigo, a contabilidade societária é uma importante ferramenta de gestão para as empresas.

Imagine que você vai realizar uma viagem para o exterior, mas o país em questão pede que você tire o visto para que possa visitá-lo.

Para fazer esse processo, você precisa se informar sobre a documentação necessária, reuní-la, marcar a entrevista para solicitação e, só após aprovado, a sua viagem pode acontecer.

Nas empresas, a contabilidade societária é como se fosse a responsável por ter toda a documentação e informações que você precisaria para solicitar o seu visto.

E é ela quem comprova que todos aqueles dados ali são verídicos.

Além de trazer benefícios jurídicos e fiscais, ela ainda ajuda na questão financeira – ponto que ainda abordaremos neste texto.

O mais importante é que ela seja realizada por um contador ou por uma consultoria especializada no assunto, de modo a evitar erros.

Para tanto, conforme destacado no tópico anterior, é imprescindível que a empresa possua toda a documentação financeira e contábil, pois é a partir dela que o trabalho será iniciado.

Ao manter um controle de todas as atividades (pagamentos, entradas, saídas, investimentos, bens, etc.), a empresa consegue implementar a contabilidade societária de forma saudável e eficiente, o que só trará vantagens.

A contabilidade societária é obrigatória?

A obrigatoriedade de adoção da contabilidade societária depende não apenas do porte, mas da natureza jurídica da empresa.

Ou seja, do formato escolhido para o seu registro.

No caso de uma sociedade limitada, por exemplo, a exigência se aplica

Vale lembrar que esse é um formato utilizado prioritariamente em grandes empresas, o que torna esse tipo de contabilidade mais comum nelas.

Mas pequenas e médias empresas também podem ser obrigadas a adotar o processo.

É o que acontece quando é realizado o pagamento do Imposto de Renda sobre o lucro efetivo.

Também para a distribuição de lucro isento de imposto para sócio da empresa que esteja acima dos limites legais presumidos.

Ou seja, aqui, a contabilidade societária serve para comprovar que sua empresa é exatamente aquilo o que diz ser perante os órgãos públicos.

Já quanto a aspectos legais, a exigência mais comum para pequenas e médias empresas é de manutenção de um livro de caixa e que realizem a contabilidade fiscal.

Como saber se minha contabilidade societária é boa?

Para poder descobrir se a contabilidade societária que está sendo realizada em sua empresa é boa, cabe conhecer alguns termos e obrigações legais.

Claro que não é necessário que o gestor seja um especialista, mas ter uma noção do que é feito é sempre importante.

Principalmente quando o assunto é avaliar o serviço prestado.

Ao conhecer detalhes do serviço, o gestor também terá mais embasamento para exigir uma melhor qualidade nas tarefas, quando necessário.

Além disso, para poder avaliar a contabilidade, é interesse se familiarizar com os regimes de tributação e as alíquotas que são cobradas para sua empresa.

Entender conceitos como a diferença entre o que é custo e o que é despesa, conhecer quais são os bens e os investimentos, também são pontos importantes para saber se a contabilidade societária está sendo bem feita.

O gestor deve ter conhecimento sobre o fluxo de entrada e saída de dinheiro da empresa, o chamado fluxo de caixa, uma vez que esse instrumento gera dados que devem ser enviados ao contador todos os meses.

A contabilidade societária e as finanças da empresa

Dois homens de terno e uma mulher lendo conteúdo em uma pasta
A contabilidade societária e as finanças da empresa

Ao longo do artigo, você viu que a contabilidade societária e a fiscal andam juntas, embora a primeira se aprofunde no estudo das finanças na empresa.

Esse é um processo vantajoso para a sobrevivência, manutenção e crescimento do negócio.

A seguir, vamos relacionar as principais razões financeiras para você implantar a contabilidade societária no negócio.

1. Prever os lucros

Por analisar toda a contabilidade da empresa, tendo como base os dados concretos e reais das entradas e saídas, ela permite que o empresário possa prever os lucros que sua organização terá ao longo do ano.

Ao avaliar os documentos contábeis da empresa, o gestor tem acesso aos dados estatísticos e pode tomar decisões mais embasadas.

Com isso, ele sabe o quanto pode investir ou se deve pisar no freio, por exemplo.

2. Planejar as despesas

Por ter acesso ao real cenário financeiro da empresa, o gestor consegue planejar melhor as despesas da organização.

Observando o ano anterior, por exemplo, poder identificar quais foram os períodos de maiores gastos, seja por pagamento de tributos ou despesas com estoque.

Com isso, a empresa consegue estimar melhor os seus gastos, podendo negociar com fornecedores e clientes para manter a saúde financeira.

3. Prever o crescimento

Conhecer a previsão de crescimento da organização, tendo base em dados confiáveis e reais, é um dos benefícios de uma boa contabilidade societária.

Com isso, a empresa poderá planejar a alocação de recursos, buscar investimentos, compras, abertura de filiais, entre outros movimentos que visam a sua expansão.

4. Saber contar com imprevistos

Ao permitir que o empresário saiba como está a saúde financeira da empresa, fica mais difícil ser surpreendido.

Na prática, o gestor consegue saber quando será preciso fazer reserva de caixa para imprevistos, como quando acontece um gasto inesperado com algum equipamento ou quando um cliente deixou de pagar.

Quais empresas são obrigadas a trabalhar com a contabilidade societária?

Como já vimos, a contabilidade societária é mais comum em empresas de grande porte, em razão da natureza jurídica das organizações, como previsto na lei brasileira.

Já as micro, pequenas e médias empresas precisam, obrigatoriamente, ter apenas a contabilidade fiscal.

Mas a versão societária é exigida quando:

  • Elas precisam pagar impostos sobre lucro real líquido
  • Se transformam em empresas de responsabilidade limitada
  • Há distribuição de lucro isento de imposto para os sócios
  • Para proteger o patrimônio da pessoa física e comprovar a separação de capitais.

Contabilidade societária é um serviço caro?

Mãos estendidas segurando moedas e plantas
Contabilidade societária é um serviço caro?

Não há como afirmar que esse é um processo caro ou barato, pois depende de muitos fatores.

A sua empresa pode contratar um contador para trabalhar in loco, ter um profissional de contabilidade autônomo que realize o serviço ou, até mesmo, pagar pelo serviço de uma empresa de contabilidade ou consultoria.

Cada tipo de serviço tem um valor diferente, cada empresa cobra uma taxa, cada profissional possui um valor hora.

Então, o que vale é pesquisar bastante.

Avalie qual tipo de serviço irá se encaixar melhor na realidade da sua empresa, o que irá se adaptar ao seu dia a dia e, finalmente, o que caberá no seu bolso.

Existem ainda empresas de contabilidade online, que oferecem pacotes de serviços.

Mas lembre-se: antes de contratar qualquer serviço, empresa, assessoria ou profissional, pesquise sobre ele.

Busque referências sobre os serviços prestados, as entregas realizadas e a qualidade do trabalho desenvolvido.

Um serviço bem feito é muito mais importante, principalmente para algo tão importante e essencial para o andamento da empresa quanto a contabilidade.

Conclusão

Empresas de grande porte e, em algumas situações, as pequenas e médias, devem fazer a contabilidade societária.

Essa atividade ajuda a diminuir a ocorrência de erros contábeis e garante que as atividades empresariais estejam de acordo com a lei.

Além disso, funciona como uma ferramenta de gestão, uma vez que permite ao empresário prever os lucros e o crescimento, planejar as despesas e se preparar para imprevistos que possam acontecer.

A contabilidade societária assegura, ainda, um maior controle das finanças, dos processos e dos recursos humanos da empresa.

Vimos neste artigo, também, que ela pode ser implementada desde o início da empresa e que, para ser bem feita, é preciso que seja realizada por um contador ou assessoria especializada no tema.

Para tanto, vale a pena investir no assunto, pesquisar bastante e buscar referências.

Principalmente por ser uma atividade de grande importância para a empresa, por mostrar de forma real e transparente como está a saúde financeira da organização.

Gostou do conteúdo do artigo? Ainda ficou com alguma dúvida sobre o tema?

Então, registre sua dúvida ou opinião nos comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *