Posted in:

Controladoria e contabilidade: veja diferenças e atividades de cada área

Mãos de pessoas trabalhando em um tablet

É comum encontrar quem acredite que controladoria e contabilidade sejam a mesma coisa. O fato é que elas são atividades que se complementam, porém diferentes.

Você também costuma confundir as duas? Então, está no lugar certo!

Neste artigo, vamos apresentar o que cada uma faz, suas principais atividades e o que as diferencia.

Antes, é importante lembrar que as duas áreas são de grande valia para as empresas, pois ajudam no controle, na tomada de decisões e na transparência dos negócios.

Dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, o IBGE, apontam que 46,1% das companhias brasileiras encerram suas atividades três anos após abrirem. E menos de 38% delas sobrevivem após cinco anos.

Segundo o Sebrae, quase todos os motivos que levam a esse fim precoce estão relacionados à falta de planejamento e ao descontrole na gestão.

Dados preocupantes, não é mesmo?

Então, é exatamente aí que a controladoria e a contabilidade entram.

Elas permitem ao gestor realizar um controle mais eficaz dos recursos, evitando que as empresas precisem encerrar suas atividades precocemente e entrar nessa triste estatística.

Por isso, para entender como realizar um bom planejamento financeiro e saber controlar a gestão é essencial conhecer a atuação da controladoria e da contabilidade.

Além disso, é necessário entender qual o papel de cada uma delas dentro da organização.

Agora, que tal continuar a leitura e descobrir um pouco mais sobre o que são essas áreas e as suas principais diferenças? Vamos lá?

O que é controladoria?

Mãos, de uma mulher, digitando em calculadora e escrevendo em um papel
O que é controladoria?

A controladoria é um segmento da administração ou da contabilidade que tem o objetivo de controlar as operações da empresa.

Com ela, é possível repassar ao gestor dados e informações mais apuradas e concretas para a tomada de decisões.

Então, podemos dizer que a sua função primordial, como seu próprio nome diz, é o controle.

Vamos imaginar uma situação: você planejou uma viagem, mas, ao chegar ao seu destino, resolveu conhecer outros lugares e fazer passeios que não estavam programados. Assim, gastou mais do que deveria.

Com isso, você ficou sem dinheiro para fazer o que já havia programado e precisou até mesmo cortar uma ou duas refeições no restante da viagem para economizar.

Foi uma situação que fugiu completamente do seu controle, não é mesmo?

Leve o cenário para o ambiente corporativo e entenda que é exatamente aí que a controladoria atua.

Ela é a área responsável por acompanhar o que foi planejado, analisar se o que foi programado está sendo cumprido e se existe a necessidade de realizar ajustes.

Ao avaliar a situação da empresa, ela envia aos gestores informações seguras e precisas.

Dessa forma, permite que eles tomem decisões estratégicas mais assertivas para o negócio.

Se você tivesse um maior controle sobre os seus gastos durante a viagem, saberia que realizar passeios ou atividades que não estavam planejadas comprometeria o seu orçamento.

Nesse sentido, você pensaria melhor antes de tomar decisões e complicar a sua vida financeira durante as férias.

Ainda por meio desse exemplo, podemos dizer que não realizar os passeios programados é o mesmo que não cumprir algumas das metas estabelecidas no planejamento ou, então, abandonar um investimento.

Já o fato de você pular refeições poderia ser relacionado à perda de um cliente ou fornecedor por uma decisão equivocada.

Resumindo, então: a controladoria é a área responsável pelo acompanhamento das ações do planejamento da empresa.

Tem o objetivo de garantir a melhoria e o bom andamento dos processos e, assim, oferecer maior segurança nas decisões.

Qual é o papel da controladoria na empresa?

Neste momento, você já deve ter uma boa noção de qual é o papel da controladoria dentro de uma organização, não é mesmo? Mas não custa reforçarmos para sedimentar o conhecimento.

Vamos imaginar que a sua empresa está indo muito bem.

Você acredita que chegou o momento de começar a investir em outro ramo ou em outra empresa.

O papel primordial da controladoria entra em ação nesse momento.

Ela é o setor que irá juntar todos os dados da companhia e unificá-los de uma forma que seja de fácil entendimento e compreensão para sócios e investidores.

Com isso em mãos, é possível saber se esse é realmente o momento certo de investir em outro ramo ou empresa, se o segmento está aquecido ou não, entre outros dados.

Além disso, atualmente, a competitividade é muito maior, a tecnologia se desenvolve e muda a cada dia, e os consumidores estão cada vez mais exigentes.

Então, para se destacar, uma empresa precisa de um planejamento estratégico robusto, que atenda às novas necessidades de seus stakeholders, que são todas as partes interessadas na organização, seja o público interno ou externo.

E a controladoria é indispensável nesse quesito.

Ela otimiza a tomada de decisões, aumenta a transparência e fornece informações eficazes – essenciais para a execução de um bom planejamento estratégico.

É ela que integra todas as áreas da empresa, agrupa as informações internas (produtividade, lucratividade, gestão financeira, etc.) e externas (concorrência, mercado, situação econômica e política).

Ao fim, transforma tudo isso em relatórios gerenciais e financeiros.

Esses documentos são utilizados pelo gestor para que ele tenha um panorama atual da empresa e possa definir os próximos passos – a curto, médio e longo prazos.

Ou seja, ajuda a saber a situação atual da empresa, onde ela pode chegar e o que deve fazer para alcançar esse objetivo.

Atividades da controladoria

Como vimos, a controladoria monitora os processos e ações internas, avaliando seus resultados e buscando formas de otimizá-los.

Mas como faz isso?

Dentre as principais atividades do setor, podemos destacar:

  • Planejamento de projetos e ações para o alcance de metas
  • Organização e padronização de processos e atividades
  • Definição de uma divisão eficiente de tarefas que leve em conta a gestão da empresa
  • Controle e mensuração da qualidade e eficiência do trabalho realizado, tendo como foco os objetivos e metas propostos
  • Avaliação dos agentes de mercado e do meio externo (situação política e econômica, concorrência, legislação etc.) para apoiar a tomada de decisão
  • Elaboração da avaliação de desempenho de todas as áreas da empresa (inclusive a controladoria).

Além disso, a controladoria também realiza a correta estruturação de todas as operações financeiras e contábeis da empresa e dos seus dados (formação de preço de venda, orçamento empresarial, fluxo de caixa, produtividade, desempenho dos funcionários etc.).

Tudo isso é realizado buscando eliminar gastos excessivos, diminuir desperdícios, aumentar a produtividade e a lucratividade, além de evitar roubos e fraudes, o que se insere em uma estratégia de compliance.

O importante é que todos os membros da organização devam estar envolvidos na área de atuação da controladoria, independentemente do seu nível operacional.

Isso faz que ela consiga prestar contas de forma completa e assertiva, dando contribuições importantes ao progresso do negócio.

Dessa forma, a controladoria permite um equilíbrio da empresa diante das dificuldades que surgem no ambiente operacional.

O que é contabilidade?

Controladoria e contabilidade, Mãos, de um homem, usando um tablet
O que é contabilidade?

A contabilidade é uma ciência ou serviço social que estuda as variações quantitativas e qualitativas do patrimônio – conjunto de bens, direitos e obrigações – de entidades.

Segundo o Dicionário Aurélio, contabilidade é um substantivo feminino que significa:

“Área científica que, teórica ou prática, estuda os métodos e técnicas usados para calcular e registrar a movimentação financeira de uma firma, companhia, empresa.

Nome comum do curso superior de graduação em Ciências Contábeis ou do curso de nível médio nesta área: formou-se em contabilidade.

Escrituração; a prática do profissional que atua nesta área; o trabalho do contador: precisava fazer a contabilidade da empresa.

Reunião dos livros e documentos usados pelo contador para fazer a estruturação.

[Por Extensão] Local, numa grande empresa, onde os contadores trabalham: o documento está na contabilidade.

[Por Extensão] Orçamento doméstico; cálculo das despesas e ganhos: contabilidade da casa.”

A partir dessa definição, já é possível entender um pouco mais sobre essa área, não é mesmo?

Então, a contabilidade fornece informações úteis para a tomada de decisão do gestor ao estudar, interpretar, registrar e controlar tudo o que envolve o patrimônio de uma empresa.

Ou seja, ela registra todas as movimentações financeiras, fiscais e contábeis que ocorrem e as resume em relatórios que serão encaminhados para os gestores e demais stakeholders.

Podemos dizer ainda que a contabilidade é a área responsável pelos registros numéricos, controlando a evolução patrimonial, calculando e registrando todas as operações financeiras e comerciais, de forma correta, segura e transparente.

Qual é o papel da contabilidade na empresa?

Atualmente, o papel da contabilidade é muito mais do que apenas reunir números e dados, analisá-los e colocá-los em um relatório para entregar aos gestores e stakeholders da empresa.

Com o desenvolvimento tecnológico, o aumento da competitividade e da concorrência, os relatórios e dados contábeis tornaram-se ferramentas essenciais para a tomada de decisões.

Nesse sentido, o papel da contabilidade expandiu-se e tornou-se também estratégico.

Ou seja, é uma área que ajuda na simplificação e agilidade da administração financeira, facilita a análise de dados, dá suporte e segurança para o crescimento da empresa.

Também fornece dados fiscais, contábeis e financeiros de forma clara e segura para os gestores e demais públicos.

Portanto, a contabilidade tornou-se indispensável para toda e qualquer empresa que queira saber com precisão qual a sua lucratividade por segmento de atuação ou por produto.

Além disso, avalia a rentabilidade do seu capital, a produtividade da mão de obra e equipamentos e seus ativos e passivos.

Igualmente, ela apura qual o grau de endividamento, os riscos que a empresa está correndo e possíveis cuidados que deva tomar a curto, médio e longo prazos.

Atividades da contabilidade

A contabilidade é uma área extremamente ampla.

Tanto que existem diversas ramificações: contabilidade geral, gerencial, societária, hospitalar, comercial, industrial, social, de transportes, ambiental, pública, superior, analítica, aplicada, de seguros, doméstica, entre muitas outras.

Por este motivo, o seu leque de atividades também é bastante extenso.

Uma série de estudiosos divide as principais funções em:

  • Registrar os fatos que ocorrem na empresa e que podem ser representados monetariamente
  • Organizar um sistema de controle financeiro, fiscal e contábil que seja adequado à empresa
  • Demonstrar tendo como base todos os registros feitos e expor, periodicamente, por meio de demonstrativos, qual a situação econômica, patrimonial e financeira da organização
  • Analisar os demonstrativos buscando apurar os resultados obtidos
  • Acompanhar a execução do planejamento financeiro da empresa, prevendo os pagamentos, os recebimentos e eventuais problemas

Depois de saber disso, você talvez esteja se perguntando: afinal, por meio de quais atividades o setor de contabilidade consegue realizar tudo isso?

Todos os relatórios construídos e elaborados pela área são realizados por meio da escrituração.

Essa técnica é uma forma de registro de todos os atos e fatos contábeis – todas as informações comerciais e financeiras – de uma empresa em livros contábeis (Livro Diário, Livro Razão, Registro de Duplicatas, Livro Caixa e Livro Auxiliar ou de Contas-correntes).

Para isso, a contabilidade precisa registrar todos os documentos referentes às operações realizadas pela empresa em um certo período, a exemplo de:

  • Pagamentos diversos
  • Notas fiscais de compra e venda (insumos, matérias-primas, serviços, entre outros)
  • Folha de pagamento e todos os documentos referentes à ela
  • Pró-labore
  • Documentos expedidos por tabelionatos e cartórios
  • Extratos de banco
  • Documentações sobre empréstimos, financiamentos e outros.

Todos eles são utilizados para registro nos livros contábeis e, em seguida, a contabilidade realiza a apuração de impostos e contribuições.

Essas informações são analisadas e transformadas nos principais documentos da contabilidade: os demonstrativos.

São eles:

  • Balanço Patrimonial (BP)
  • Demonstração do Resultado do Exercício (DRE)
  • Demonstração de lucros ou prejuízos acumulados (que pode ser substituído pela Demonstração das Mutações do Patrimônio Líquido – DMPL)
  • Demonstração de Fluxo de Caixa (DFC)
  • Demonstração do Valor Adicionado
  • Notas Explicativas (traz a descrição de todas as práticas contábeis).

Além disso, a contabilidade também realiza o planejamento, o acompanhamento e a organização financeira.

Elabora o planejamento tributário anual, define o enquadramento tributário da empresa (Simples Nacional, Lucro Real ou Lucro Presumido) e o registro dos funcionários.

Ainda estipula a folha de pagamento e dá suporte na tomada de decisão.

A diferença entre controladoria e contabilidade

controladoria e contabilidade, Imagem de uma calculadora e uma caneta ao lado
A diferença entre controladoria e contabilidade

Ao longo do artigo, foi possível entender um pouco melhor sobre o que são as áreas de controladoria e de contabilidade e suas diferenças.

A principal delas é o conhecimento contábil, pois a controladoria é mais voltada para a gestão estratégica do negócio.

Além disso, também foca na análise dos dados e informações reunidas e apuradas pela área de contabilidade – responsável pela fiscalização dos registros e monitoramento dos dados.

A contabilidade é uma área extremamente ampla.

Seus profissionais podem se especializar nos mais diversos segmentos, como auditoria, fiscal, tributário, societário, legal, perícia etc.

Já no caso da controladoria, o papel do profissional é mais estratégico, sendo considerado parte da equipe executiva da empresa.

São pessoas que possuem experiência e visão de negócio para avaliar cenários e interpretar dados e informações.

Assim, suas funções envolvem mais a análise, a governança corporativa, o estudo financeiro, entre outras.

Por um lado, o profissional de contabilidade registra e consolida informações relevantes para as operações da empresa. Facilita o planejamento estratégico, traz segurança para os procedimentos fiscais e legais da empresa.

Por outro, o de controladoria utiliza todos esses dados em seu dia a dia.

Com ambos, coordena-se o planejamento estratégico e o orçamento da empresa.

Mantém-se contínuo o processo de geração e transmissão de informações para dar suporte à tomada de decisões.

Nesse sentido, a atuação da controladoria ultrapassa a da contabilidade, indo além de uma relação contábil e financeira, já que ela busca aliar o orçamento financeiro ao planejamento estratégico.

Ou seja, podemos dizer que, apesar das diferenças, uma área depende da outra e se beneficia dessa relação.

Uma vez que, para que a controladoria possa atuar de forma eficaz, ela precisa que a contabilidade forneça dados e informações seguras e corretas.

Ambas são fundamentais para uma empresa. Enquanto uma organiza e mantém todos os dados precisos e seguros, a outra os analisa e traduz para a alta diretoria.

Permite, assim, que toda a empresa atue em busca dos objetivos organizacionais.

Conclusão

mãos, de uma mulher, digitando em calculadora e escrevendo em um papel
Conclusão

Entender que tanto contabilidade quanto controladoria são setores diferentes, porém importantes em uma empresa, é essencial para o bom andamento de uma organização.

Neste artigo, foi possível perceber que a controladoria é o setor que ajuda no controle e na análise dos dados e informações fornecidos pela contabilidade.

É uma área estratégica e fundamental para apoiar a tomada de decisões. Mais do que isso, ela integra todas as áreas da empresa e ajuda na elaboração do planejamento estratégico.

Já a contabilidade trabalha com algo que é fundamental em qualquer organização: as finanças.

É por meio dela que a controladoria e os gestores obtêm os dados e as informações corretas e seguras que os permitirão definir as próximas ações e planejar o futuro.

Além disso, é ela quem traz a transparência de informações tão solicitada e demandada – não apenas pelo público interno da empresa, mas também pelo externo e pelo mercado como um todo.

Ou seja, são áreas que exercem papéis distintos, mas que trabalham em uma mesma base e foco: apoiar estrategicamente a tomada de decisão dos gestores da organização e suportar o crescimento do negócio.

Agora que você já conhece um pouco mais sobre esses dois setores e suas diferenças, ainda ficou com alguma dúvida? Se sim, então deixe seu questionamento nos comentários!

E, se tiver interessado em saber mais sobre contabilidade e controladoria, que tal conhecer os cursos que a UPIS oferece nesta área?

Acesse a nossa página e encontre a formação que melhor se encaixa em sua realidade e necessidade, seja graduação, pós-graduação ou extensão.

Não se esqueça: conhecimento nunca é demais!

3 Comments

Leave a Reply
    • Olá Gabrielle, Boa Tarde!! …. Obrigado por acompanhar nosso blog!
      Já encaminhamos sua pergunta ao setor responsável para que eles possam entrar em contato urgentemente com você e esclarecer suas dúvidas.
      Att,
      Equipe UPIS

    • Boa tarde Gabrielle Siqueira Ferreira,
      Parabéns, você foi aprovada, e já pode realizar sua matrícula.
      Ciências Contábeis – Diurno.
      Seja bem-vinda a Faculdade UPIS.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *