Posted in:

Gestão de Marketing: O que é e para o que serve esse tipo de gestão?

gestao de marketing

O que é gestão de marketing para você?

Cuidado para não se agarrar a uma abordagem muito simplificada.

Muita gente acha que fazer marketing é apenas divulgar um produto ou serviço, realizar ações de publicidade ou criar conteúdo nas redes sociais.

Sim, essas são ações importantes, mas que não promovem resultados quando executadas de modo isolado.

Significa dizer que é preciso existir um planejamento por trás delas, uma estratégia que justifique a sua escolha.

Esse é um trabalho da gestão de marketing, que compreende conectar a marca ao seu público através de propostas cada vez mais personalizadas.

Atingir o sucesso exige acertar no canal, na linguagem e até no momento de abordar o potencial cliente.

Quer saber mais sobre como funciona esse processo?

Então, não deixe de acompanhar este artigo até o final.

Boa leitura!

O que é gestão de marketing?

Gestão de marketing é a área que busca identificar as necessidades dos consumidores, ou público-alvo da empresa, e entendê-las com o objetivo de entregar valor a todos os seus stakeholders.

Ela não se resume a um departamento de marketing, setor que lida com a divulgação da marca e da empresa para o mercado e seus consumidores.

Isso porque o marketing não engloba mais apenas o consumidor, mas também os investidores, colaboradores, acionistas, fornecedores, sociedade, parceiros e por aí vai. São o que chamamos de stakeholders logo na abertura deste tópico.

Assim, a gestão de marketing busca gerir todos esses públicos, identificar suas necessidades e realizar ações segmentadas para cada um deles.

Ela está presente desde a concepção, a produção, a logística, a divulgação, a venda, o pós-venda e o resultado de um produto ou serviço ofertado pela empresa.

Muito mais abrangente do que se poderia supor, não é mesmo?

Para o que serve a gestão de marketing?

Pessoas trabalhando com o computador
Para o que serve a gestão de marketing

Como vimos, a gestão de marketing, basicamente, é uma atividade que tem como essência servir a outras pessoas.

Ou seja, ela busca entender as suas necessidades para atrair e encantar seus públicos e, com isso, conseguir novos clientes e fidelizar os antigos.

É quem cuida para que os seus stakeholders tenham uma percepção positiva sobre a marca e a empresa.

Por meio de uma boa gestão de marketing, as empresas conseguem atingir objetivos.

Entre eles, vale citar os seguinte:

  • Melhorar o relacionamento com seus públicos
  • Analisar o comportamento dos stakeholders
  • Estudar a sua concorrência
  • Monitorar a percepção de marca
  • Otimizar a conversão
  • Pesquisar tendências de mercado
  • Planejar ações de modo assertivo.

Quais os benefícios da gestão de marketing?

Ao entender para que serve a gestão de marketing, alguns dos seus benefícios já ficam claros.

Mas para que não reste nenhuma dúvida, vamos listar agora os principais.

Confira!

Conquistar o público interno e externo

Alcance de objetivos focados não apenas no mercado, mas também na empresa, por meio da realização de ações internas e externas, que visam melhorar a satisfação dos colaboradores e aumentar o número de clientes.

Aproveitar sazonalidades

Definição de objetivos e metas para períodos específicos, com a utilização de métricas para analisar os resultados.

Maior conhecimento da concorrência

Permite a avaliação da concorrência, das ameaças e oportunidades de mercado e dos pontos fortes e fracos da organização.

Aumento da organização

Melhoria da coordenação de campanhas e definição de tarefas, com o estabelecimento de prazos e cronogramas.

Controle sobre os resultados

Criação de relatórios personalizados com os indicadores e métricas estabelecidos para cada ação para análise de resultados e melhoria das estratégias.

Como aplicar a gestão de marketing em minha empresa?

 

O primeiro passo para implantar a gestão de marketing em qualquer organização é pensar em três fatores: segmentação, mercado-alvo e posicionamento.

Ou seja, é preciso descobrir e entender quais são as necessidades dos seus consumidores, os seus desejos e anseios.

Em seguida, definir em qual ou quais dessas necessidades você irá focar para realizar as ações de desenvolvimento da imagem da sua marca, tendo por objetivo incentivar o público-alvo a diferenciá-la da concorrência.

E, finalmente, estabelecer qual será o seu posicionamento no mercado, que irá orientar toda a sua estratégia de marketing.

Com isso em mãos, é hora de iniciar a construção do planejamento de marketing.

Ele será a base e o norte de todas as suas ações.

Para montar o planejamento, também é necessário analisar o ambiente interno e externo para descobrir quais os fatores que podem influenciar na sua empresa.

Tenha sempre em mente seus pontos fortes e fracos.

Além disso, é importante realizar uma análise da sua concorrência direta e indireta.

Descubra quais os seus diferenciais, como outras marcas são percebidas pelo público em geral, os benefícios apontados pelos consumidores e mais.

Finalmente, é o momento de definir exatamente quais serão as suas estratégias de marketing e as ações que deverão ser realizadas ao longo do ano.

É importante que todas elas sempre tenham foco em um objetivo principal: melhorar as vendas, aumentar a visibilidade da marca, ganhar reconhecimento, entre outros.

O último passo deve ser o estabelecimento de metas e prazos, além da definição das métricas e KPIs (Key Performance Indicator) que devem ser acompanhados ao longo do ano – ainda falaremos mais sobre eles neste artigo.

O planejamento é feito de entregas parciais e, por isso, ele deve ter cronogramas e objetivos claros para toda a equipe.

A gestão de marketing e a equipe de vendas

Pessoas trabalhando com gráficos em uma mesa
A gestão de marketing e a equipe de vendas

Você já ouviu falar de smarketing?

Esse termo é bastante novo e vem sendo utilizado para representar uma tendência no mercado: a integração entre as áreas de marketing e vendas.

O nome smarketing vem da junção com sales, que significa vendas em inglês. Por aqui, também é chamado de vendarketing.

O principal objetivo dessa integração é alinhar os dois setores, uma vez que ambos trabalham na geração de oportunidades de novos negócios para a empresa.

Assim, o marketing é o responsável por atrair potenciais clientes por meio de estratégias online e offline, nutrí-los ao longo da jornada do consumidor e qualificá-los para que possam ser encaminhados para a área de vendas.

É nessa hora, quando os potenciais clientes já possuem informações suficientes para fechar a compra, que o setor de vendas entra no processo.

Ele avalia se esses consumidores estão realmente qualificados e prontos para serem abordados e apresentados às soluções da empresa.

Em caso positivo, os vendedores entram em ação para finalizar a compra.

Deveria ser assim em toda empresa, certo? Mas, na prática, nem tudo são flores.

Pode haver queixas e até relatos de disputa por espaço entre os dois setores, o que justifica a adoção do smarketing.

O seu principal objetivo é eliminar os conflitos, alinhar os dois setores, compartilhar as informações relevantes, melhorar a comunicação e, com isso, potencializar os resultados alcançados.

Dentre os benefícios dessa integração, podemos destacar os seguintes:

  • Maior conhecimento sobre o público-alvo, suas características, desejos e necessidades
  • Geração de leads (potenciais clientes) mais qualificados
  • Definição de metas mais precisas
  • Maior otimização da estratégia ao longo da jornada de compra.

Gestão de marketing e branding

Imagem com a palavra branding
Gestão de marketing e branding

Em primeiro lugar, você sabe o que é o branding?

Em inglês, brand significa marca, ou seja, o branding pode ser traduzido como a gestão da marca.

Mas o que isso tem a ver com o marketing?

O branding é como se fosse um planejamento estratégico da marca dentro do marketing.

É ele quem irá ajudar a empresa a definir o posicionamento, a identidade e o propósito dela

Esse trabalho tem por objetivo ampliar não somente a atuação, mas também o seu valor.

Para tanto, faz uso de um conjunto de estratégias que busca criar um manual da marca, que deve ser seguido em todas as suas atividades para se manter forte no mercado no que diz respeito à sua imagem.

Tudo começa com a realização de pesquisas internas e externas para a definição dos componentes estratégicos do planejamento.

Em seguida, é realizado um gerenciamento da identidade visual da marca, com o desenvolvimento de todas as suas aplicações.

Finalmente, acontece a implementação da estratégia de marca em todas as atividades da organização e o seu monitoramento para a apuração dos resultados e adequações.

Ou seja, podemos dizer que o branding é uma forma de controlar o diálogo, de criar sensações e conexões positivas com o seu público para que ele tenha uma boa experiência com ela.

Quando você pensa em uma marca, você não se recorda apenas do seu nome, logo, cores, mas também das lembranças e sensações que ela te passa.

Uma pesquisa realizada pela Ana Couto Branding, apontou que 67% dos entrevistados estão mais dispostos a comprar um produto de uma marca que se conecte que eles.

É isso que o branding faz.

Ele ajuda a construir a personalidade de uma marca na mente do consumidor.

Gestão de marketing e mídias sociais no mundo moderno

Segundo a pesquisa Social Media Trends 2019, 96,2% das empresas estão presentes nas redes sociais.

Além disso, 53% delas dizem que um dos principais benefícios da sua utilização é a divulgação da marca, seguido pelo engajamento com a audiência (44,2%).

A pesquisa mostra, ainda, que 43,6% utilizam as redes seguindo um calendário editorial e 75,6% afirmam analisar os resultados.

Isso mostra que o marketing digital tem ganhado espaço dentro das organizações e que as empresas têm se adaptado a esse novo cenário mundial.

Mas, afinal, o que é o marketing nas redes sociais e como ele se diferencia das estratégias de marketing tradicionais?

As redes sociais são ótimos pontos de contato da empresa com seus consumidores, tornando-se meios importantes para a aproximação e o desenvolvimento de um relacionamento.

Para tanto, o marketing nas redes sociais tem como base uma estratégia que utiliza as principais delas como ferramentas de promoção, divulgação e diálogo.

Essa é uma estratégia que permite uma maior aproximação da marca com o consumidor, importante até mesmo para identificar as suas necessidades e desejos.

Com isso, possibilita um melhor conhecimento do público-alvo, fazendo com que a divulgação da empresa possa ser mais pessoal, dirigida e segmentada.

O seu desafio, então, é entender em qual rede social o seu potencial cliente está, quais tipos de conteúdos ele costuma consumir nesse canal, como interage com marcas e até mesmo os horários em que mais se faz presente nela.

Veja que, enquanto esforço de gestão de marketing, esse é mais um exemplo de abordagem planejada, que possui uma estratégia por trás das ações.

Por que utilizar a gestão de marketing?

Homem segurando um tablet e olhando para um notebook em uma mesa
Por que utilizar a gestão de marketing?

Poder conhecer o mercado em que atua, entender melhor seus clientes, criar valor para os consumidores e se manter competitiva frente à concorrência.

São esses os principais motivos para utilizar a gestão de marketing em uma organização.

Por meio de ferramentas como pesquisas de mercado, segmentação de públicos, definição de posicionamento estratégico e planejamento, as empresas conseguem desenvolver um vínculo mais duradouro com seus clientes e gerar valor para a marca.

Além disso, ao utilizar a gestão de marketing e implementar um planejamento estratégico, ela define aspectos importantes para sua a atuação, como metas e objetivos.

Também se habilita a organizar melhor o fluxo de trabalho, com etapas definidas e o desenho de todas as ações para alcançar os objetivos definidos.

Com a gestão de marketing, a empresa também pode garantir a sua competitividade no mercado, ao ter estratégias estruturadas de acordo com a identidade e a visão da empresa.

Isso, ajuda, ainda, no seu posicionamento de mercado, uma vez que, ao ter uma estratégia alinhada com sua identidade, os consumidores reconhecem mais facilmente o valor de suas soluções.

Outro destaque da gestão de marketing é a possibilidade de alcançar os clientes ideais por meio de estratégias de segmentação e diálogo, como já mencionamos.

Essas ações permitem à empresa conhecer seus consumidores, seu comportamento e, com isso, criar estratégias para atrair, converter e fidelizar.

Por fim, uma boa gestão de marketing possibilita que a organização consiga analisar os resultados alcançados com as ações.

Dessa forma, é possível avaliar os pontos fortes e fracos, adequar o que não deu certo e investir naquelas estratégias que trouxeram bons resultados.

Qual o melhor momento para aplicar a gestão de marketing?

Não existe um momento certo para aplicar a gestão de marketing, mas o ideal é que ela esteja presente desde o começo da atuação da empresa.

Isso porque é esse trabalho que ajudará não apenas na divulgação da marca para seu público-alvo, mas também na identificação de suas necessidades e no que fazer para atendê-las.

Ela é a área que coloca o cliente como foco e, sem ele, uma empresa não consegue crescer e se firmar no mercado.

Ou seja, ter responsáveis pela gestão de marketing desde o início permite que o negócio consiga se desenvolver de forma estável, dominando o mercado no qual atua.

O que é preciso para aplicar a gestão de marketing?

Já vimos que o passo inicial que uma empresa precisa dar para aplicar a gestão de marketing é estabelecer o planejamento estratégico de marketing.

Mas, para que ele seja feito da melhor forma possível, você precisa de um profissional de marketing com experiência nos desafios existentes.

Alguém que saiba o que a organização precisará fazer para alcançar os seus objetivos e que pode encaixar nas ações de marketing a visão, a missão e os valores da empresa.

Esse profissional também será o responsável por acompanhar a equipe de marketing para alinhar as atividades e checar se tudo o que foi planejado está sendo realizado e quais os resultados obtidos.

Além disso, é preciso estruturar uma boa equipe e saber trabalhar de forma integrada com outros setores, como vendas, suporte ao cliente, qualidade e engenharia de produto.

Finalmente, cabe lembrar do conceito dos 5 Ps do Marketing, originalmente proposto por Jerome McCarthy e que se tornou famoso pela contribuição de Philip Kotler, considerado como o pai do Marketing Moderno.

São eles:

  • Produto: o que será comercializado, atendendo às necessidades do mercado
  • Preço: agrega valor ao seu produto
  • Promoção: divulgação do seu produto, estimulando a sua comercialização
  • Praça: canais, métodos e locais de venda do produto
  • Pessoas: colaboradores e clientes, quem irá consumir o seu produto.

Como saber se minha gestão de marketing está funcionando?

Vetores sugerindo ideias e pensamentos
Como saber se minha gestão de marketing está funcionando?

Como vimos, um dos benefícios da gestão de marketing é a análise de resultados.

É por meio dela que podemos entender se o planejamento realizado está sendo bem-sucedido e se trouxe resultados.

Mas, como realizar essa análise? Por meio da utilização de métricas e KPIs (Key Performance Indicator).

Métricas são números relativos ao negócio e que podem ser operacionais, táticas ou estratégicas.

Já os KPIs são os indicadores-chave que quantificam como está a performance da empresa, levando em conta os seus objetivos.

Algumas métricas e KPIs de marketing são:

  • Return of Investment (ROI) de marketing
  • Visitas orgânicas
  • Custo de aquisição por lead
  • Leads por origem
  • Taxa de conversão de visitante para lead.

É importante estabelecer as métricas logo na fase de planejamento.

Dessa forma, você já saberá qual o objetivo e o resultado esperado com cada ação.

 

Também a gestão de marketing deve produzir relatórios internos, utilizar ferramentas online para ter um balanço das ações em sites, blogs e redes sociais, comparar com dados de vendas e outras informações.

Justamente por isso, outra ferramenta essencial para avaliar os resultados é a aplicação de pesquisas de mercado, que são ótimas fontes de dados.

Conclusão

A gestão de marketing é uma área estratégica dentro de uma empresa.

É ela quem conversa com todos os stakeholders, entende suas necessidades, conhece seus anseios e realiza ações para atendê-los.

Atuando em conjunto com o setor de vendas, a gestão de marketing permite que a empresa alcance melhores resultados, gerando mais leads e aumentando as vendas.

Por meio dela, também é possível investir no desenvolvimento da marca, ao focar em branding e na expansão do reconhecimento de marca nas redes sociais.

Com tantas vertentes, a gestão de marketing tem se tornado um esforço quase obrigatório em qualquer empresa, não sem gerar inúmeros benefícios.

Conduzir um negócio sem fazer marketing já não era uma boa prática no passado. Hoje, porém, é preciso fazer certo, com planejamento e estratégia, para alcançar resultados.

Ao final deste artigo, a dica é que siga aprofundando seus conhecimentos no assunto.

Estude gestão de marketing para se tornar um profissional mais completo e se manter atualizado.

Se o artigo ajudou, compartilhe. E se restou alguma dúvida, deixe seu comentário abaixo ou faça contato conosco.

One Comment

Leave a Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *